Empreendedorismo, Negócios, Turismo

Guilherme Paulus: prêmios, reconhecimento e trajetória de sucesso no Turismo nacional

Guilherme Paulus coleciona prêmios em sua estante. O motivo? A competência de seu trabalho na área turística. A Medalha de Honra Presidente JK, além dos títulos de Executivo de Valor (2007 e 2010), Personalidade do Ano (2003, 2004, 2005) e Revolucionário das Relações de Consumo (2010), concedidos pelo jornal Valor Econômico, Viagem & Turismo e revista Consumidor Moderno, respectivamente.

Se você ainda não reconheceu de quem estamos falando, há uma maneira mais simples de apresentá-lo: Guilherme Paulus é o fundador da gigantesca CVC, líder na área de operação e agenciamento de viagens no Brasil. Em 2012, o trabalho do executivo foi homenageado por meio da Confederação Nacional do Turismo, reconhecendo a marca de 40 anos de atividade de sucesso no mercado.

Reconhecido também internacionalmente, o empresário recebeu medalha, certificado e homenagem da ministra da Economia e Turismo da Christine Lagarde, em 2011, por consagrar a CVC como a operadora turística que mais envia brasileiros para o país da Torre Eiffel com o intuito de viajar à lazer. Vale lembrar que essa honraria é uma das mais importantes para estrangeiros que colaboram com o desenvolvimento do país europeu nesse nível.

Há ainda outras condecorações que Guilherme Paulus recebeu por sua atuação no Turismo: México, Venezuela, Estados Unidos e Argentina, por exemplo, selaram essa parceria. Em território nacional, o empresário acumula títulos de cidadão de diversas cidades: natalense, gramadense, noronhense, iguaçuense (Foz do Iguaçu), recifense, baiano, paraibano, andreense (Santo André), além de Santa Catarina e Estado do Rio de Janeiro.

A Medalha do Mérito Farroupilha, concedida pelo Rio Grande do Sul a personalidades que ganham destaque na prestação de serviços que impulsionam o desenvolvimento da região e da comunidade, foi concedida a Guilherme Paulus, em 2010.

Líder Empresarial do Setor de Turismo (2010, pela revista Lazer e Entretenimento), pode-se citar mais conquistas e reconhecimentos do empresário. Como exemplo, a Medalha de Honra ao Mérito Marechal Floriano Peixoto (do governo de Alagoas), a Medalha Aristides Bertuol (de Bento Gonçaves, no Rio Grande do Sul), estão no hall de honrarias.

Para consagrar a marca CVC de uma vez por todas, tomam-se os méritos dos prêmios que a empresa já conquistou. A operadora foi eleita 11 vezes como a Melhor Operadora de Turismo (2011). O interessante desse prêmio é ser de inteira responsabilidade dos leitores da revista Viagem e Turismo. Isso consolida a visão positiva do consumidor sobre o negócio.

Entre outras recompensas do empreendimento pelos excelentes serviços prestados, temos o ouro na categoria Melhor Navio/Cruzeiro (2008), o Top of Mind São Paulo (dado pela Folha de São Paulo, em 2011), além de prêmios semelhantes em Porto Alegre (Rio Grande do Sul) e Grande ABC, todos envolvidos por ser bem lembrado pelos consumidores.

Guilherme Paulus assumiu em 2007 a cadeira 28 na galeria de Imortais da Academia Brasileira de Marketing. O troféu Asas da Paz chegou em 2008.

A nível mundial, a CVC ultrapassou seus 10 concorrentes e ganhou a homenagem por contribuir com o desenvolvimento do turismo em escala global, durante a realização do World Travel Market, em 2009. Foi a única operadora brasileira a ser mencionada nesse elencamento. No Top TAM, a empresa bateu recorde conquistando 11 prêmios na edição de 2009.

No setor, o negócio encabeçado por Paulus comprova sua eficiência, ostentando o prêmio de Melhor Operadora e Melhor Agência Turística, segundo o Mtur e a ABAV.