Posts

Estudo sobre ondas gravitacionais de buracos negros contará com voluntários

Pesquisadores dos Estados Unidos querem simular buracos negros a partir de computadores residenciais, e acreditam que voluntários de todo o mundo poderão ajudar nesse experimento. A proposta é da Sociedade Física Americana, que deverá recrutar em breve voluntários no mundo inteiro para compor esse estudo internacional onde ondas gravitacionais emitidas por buracos negros poderão ser formadas pelos computadores dos voluntários.

Esse fenômeno que os pesquisadores pretendem gerar está entre os mais misteriosos do mundo. Com a iniciativa, os pesquisadores planejam catalogar e interpretar todas as ondas que serão produzidas em uma colisão quando há dois buracos negros. As notícias sobre esse estudo foram publicadas pela Sociedade Física Americana no dia 13 de abril de 2019.

Com este estudo, os cientistas pretendem estudar como funcionam os buracos negros binários, que nada mais são do que duplas desse misterioso fenômeno do universo. Quando os buracos negros são binários, isso significa que ambos estão na mesma órbita e que eles estão muito próximos. Por isso, a colisão desses dois fenômenos é algo muito possível de acontecer, e quando isso acontece, são geradas ondas gravitacionais fortíssimas. Pense no buraco negro como uma enorme massa comprimida dentro de um pequeno espaço, agora imagine dois buracos negros colidindo, isso resulta em uma explosão de grande magnitude.

O coordenador do projeto e também professor de matemática da Universidade de West Virginia, informou que o projeto se chamará “[email protected], que em tradução literal quer dizer “Buracos Negros em Casa”. De acordo com o matemático, quando ondas gravitacionais que foram produzidas por um objeto no espaço são observadas pelos cientistas, eles sempre se perguntam o que gerou as ondas. Essa é uma questão de grande importância para a ciência, pois essa resposta implica em vários avanços científicos.

No entanto, para chegar a essas respostas é preciso reproduzir as ondas gravitacionais que são geradas com a fusão de buracos negros binários. E para produzir essas ondas gravitacionais é preciso realizar simulações que necessitam de supercomputadores.

Já no caso do projeto de Buracos Negros em Casa, o processo é feito de forma mais simples, podendo ser executado por computadores comuns. Com esse processo, os cientistas querem aumentar a quantidade de simulações dessas colisões para que muitos dados sejam extraídos. De acordo com os pesquisadores, o projeto ainda está em desenvolvimento e poderá ser anunciado até o final de 2019.