Posts

Entenda o que é a Salmonela

Muito se fala e inúmera notícias saem sobre Salmonelose, mas é uma infecção transmitida por varias espécies diferentes de salmonelas, bactérias que pertence a família Enterobacteriaceae.

Estes micro-organismos são transmitidos através da ingestão de alimentos mal cozidos, água contaminada e alimentos crus contaminados por fezes.

Alimentos que apresentam um grande risco são, por exemplo, as carnes de maneira geral, em especial as aves, ovos, leite e derivados dos mesmos e água contaminada.

Os tipos mais comuns de salmonela costumam causar inflamação da mucosa do intestino e entercolite. O período para começar a sentir os sintomas varia de oito a quarenta e oito horas após ingerir o alimento contaminado.

Os sintomas recorrentes desta enfermidade são: febre, cefaleia, náusea, vômito, cólica, diarreia e ausência de apetite. A intensidade destes sintomas muda de acordo com cada pessoa.

O diagnóstico como em muitas outras enfermidades leva em conta o histórico do individuo, seus costumes alimentares, e o que a pessoas comeu nas últimas horas, além de um exame que analisa as fezes.

O exame de fezes é de extrema relevância para que não haja dúvida, nem confusão com outras enfermidades como, por exemplo, com a gastrenterite viral, colite ulcerativa, disenteria amebiana entre outras doenças que revelam sintomas parecidos com estes. Quando acontecem inúmeros casos desta infecção em uma mesma região por determinado alimento, é necessário informar a vigilância sanitária para que a mesma tome previdências.

Como é uma doença autolimitada, o tratamento para a gastrenterite por salmonela se baseia em aliviar os sintomas e manter o corpo hidratado. Alguns casos evoluem para algo mais grave, como bacteremia, que são as bactérias que escapam do intestino e vão para a corrente sanguínea e acabam por afetar outros órgãos. Nesta situação é indicado o uso de antibióticos.

As pessoas que pertencem ao grupo de risco são crianças com pouca nutrição, idosos, pessoas com depressão ou portadores de anemia, que ao contrair a doença podem desenvolver complicações maiores.

As principais recomendações para que não se contraia a doença são : lavar as mãos, sempre antes das refeições, evitar alimentos com carne crua e industrializados, cuidados intensificados ao preparar carnes e aves, cuidado com alimentos que contenham ovos, como por exemplo a maionese caseira que inclui ovo cru como elemento, evitar leite que não seja pasteurizado, lavar bem frutas e verduras, além dos utensílios utilizados na cozinha. E manter sempre os alimentos armazenados da maneira correta.