Conheça o Parque Cidade Jardim, idealizado pelo empresário José Auriemo Neto

Poucos empresários destacam-se tanto em seu segmento como o presidente da JHSF Participações, José Auriemo Neto. O motivo é sua total disposição para o trabalho e o espírito visionário de ver oportunidade onde outros não veem.

Um exemplo é o Parque Cidade Jardim, idealizado pelo empresário. Na ocasião José Auriemo Neto havia comentado com o pai, Fábio Auriemo, que tinha reconhecido um terreno na Marginal Pinheiros o qual poderia ser um residencial de luxo. Seu pai falou para esquecer a ideia, “Disse a ele para esquecer o assunto, que a Marginal Pinheiros não servia para um empreendimento desses”, recorda Fábio.

Mas Zeco (como é chamado por amigos e parentes) não desistiu e conseguiu convencer que o terreno de 800 mil metros quadrados seria ideal para receber o empreendimento. A ideia central era criar um complexo residencial em que os moradores não teriam que sair de lá para trabalhar, consumir e se divertir.

O Parque Cidade Jardim passou a reunir em um só endereço torres residenciais, comerciais, um hotel e um shopping center completo destinado a consumidores de alto padrão. A entrada residencial seria feita pela parte de trás da marginal, em uma área que já possui casas e edifícios. Só o shopping e as torres comerciais teriam acesso pela marginal.

Ao todo são nove torres residenciais, quatro destinadas a escritórios e uma de uso misto. Na época em que foi inaugurado, os apartamentos foram vendidos a preços que variavam entre 1,8 milhão de reais, referentes as unidades de 240 metros quadrados, a 16,6 milhões de reais, uma cobertura tríplex de 1700 metros quadrados.

O Parque Cidade Jardim foi baseado em outro empreendimento famoso, o japonês Roppongi Hills idealizado pelo milionário Minoru Mori. O bilionário japonês é o responsável pelo complexo multifunções que reúne em um só endereço prédios residenciais, comerciais, lojas, hotel, restaurantes e um museu. Desde sua concepção até a entrega passaram-se 17 anos e foram investidos US$ 4 bilhões.

Sobre José Auriemo Neto

Zeco começou cedo na empresa da família, a JHSF, ajudando na tomada de decisões e em projetos importantes. Aos 17 abriu a divisão de estacionamentos da companhia e continuou seu trabalho, chegando a diretor e a presidência em 2003. Como diretor, foi o responsável por ampliar o ramo de atuação, passando a investir também na administração de shopping centers.

De lá para cá investiu em diferentes empreendimentos, sempre dando destaque as incorporações imobiliárias. O segmento é responsável por 92% da receita da JHSF vêm dessa atividade. “Construção virou commodity”, diz José Auriemo Neto.

Desde a infância ele já demonstrava seu espírito inquieto. Aos 9 já estava aprendendo a dirigir e aos 10 guiava na praia e na fazenda da família. Pouco depois, entre os 11 e 13 participou do Cisv – acampamento de jovens ocorrido em Tóquio, no Japão e foi jogar em um time amador de futebol na Noruega. também treinou equitação na Bélgica com Nelson Pessoa Filho, técnico e pai do cavaleiro Rodrigo Pessoa.

José Auriemo Neto é um exemplo a ser seguido, principalmente quando se fala em determinação.