Posts

Aparelhos podem ajudar na dieta através da análise dos gases da respiração

Dois aparelhos que examinam os gases na respiração das pessoas podem revelar como eles devem melhorar sua dieta estão sendo exibidos no show de tecnologia da CES em Las Vegas.

Lumen e FoodMarble são dispositivos de bolso que os usuários usam.

Eles são semelhantes aos aplicativos de smartphones que informam às pessoas como eles digerem alimentos ou queimam calorias.

Mas um especialista disse que essa tecnologia ainda não foi devidamente validada pelos cientistas.

O produto foi criado com uma aparência similar de um inalador que mede os níveis de dióxido de carbono na respiração do usuário. Essa técnica fornece uma maneira de monitorar o metabolismo de uma pessoa – os processos químicos que, entre outras coisas, convertem alimentos em energia.

Dessa forma, contribui fornecendo dados mais precisos sobre quanto de açúcar o indivíduo ingeriu numa determinada refeição ou quantas calorias ele perdeu ao praticar alguma atividade física, ou seja, o aplicativo explica se o usuário está queimando calorias ou gorduras. Em seguida, sugere qual dieta é mais adequada conforme às necessidades de cada usuário. O lumen foi testado por “centenas” de usuários, contudo ainda está em processo de avaliação.

Por outro lado, FoodMarble mede os níveis de hidrogênio em uma tentativa de fazer deduções sobre a saúde digestiva de uma pessoa. Foi lançado em dezembro. O hidrogênio na respiração pode ser um sinal de que alguém está tendo problemas em digerir uma refeição recente. Isso acontece devido há fermentação que ocorre no intestino e um pouco de hidrogênio que é produzido nesse processo é exalado. A empresa acumulou quase 1 milhão de dólares em dispositivos pré-encomendados, que já foram enviados.

A ideia é ajudar pessoas que apresentam inchaço, dor abdominal e outros sintomas gastrointestinais. Através da revelação de alimentos que resultam na produção de hidrogênio, a FoodMarble poderia ajudá-los a adaptar dietas mais saudáveis.

No entanto, segundo notícias divulgadas, o aparelho ainda está sendo avaliado, pois embora seja usado às vezes por médicos e nutricionistas, alguns questionam se eles são precisos. Há apenas uma pesquisa científica limitada mostrando que esses testes validados realizados em um ambiente hospitalar podem dizer a que alimentos o paciente pode ser sensível.