Empresas investem na produção de nutricosméticos e promovem crescimento do mercado da beleza

  Brasil é o terceiro maior consumidor de um segmento atrelado à saúde e conforto emocional Foi-se o tempo em que cuidar da beleza e da saúde eram duas coisas distintas; A ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos) e o Instituto FSB Pesquisa, através de um levantamento, concluíram que os brasileiros estão priorizando os itens de cosméticos e de higiene pessoal, não só como uma necessidade básica, mas também, como forma de garantir saúde, inserção social e conforto emocional. De acordo, ainda, com a ABIHPEC, o setor faturou mais de US$ 40 milhões em 2015, e a meta é aumentar esse faturamento em 2% ou 3%. Mesmo acreditando que o mercado da beleza não é imune à crise econômica, o Brasil mostrou-se firme no segmento, uma vez que ele tem sido favorável à indústria e, também, à economia do País, gerando empregos, tributos e a…

Sergio Cortes noticia sobre as causas e o tratamento da tendinite

A tendinite, como é possível prever pelo nome, consiste em uma inflamação que ocorre nos tendões. Essa inflamação pode acontecer tanto de forma aguda, como de forma crônica, em várias regiões diferentes do corpo, sendo que as partes mais propensas a desenvolverem esse problema são as mãos, os cotovelos, os punhos, os ombros e os tornozelos, informa o ortopedista Sergio Cortes. Como o tendão é uma articulação dobrável, que tem ligações diretas com os músculos e os ossos, quando ele desenvolve algum tipo de inflamação, o paciente começa a sentir dores e incômodos na região afetada. As principais causas da tendinite geralmente estão ligadas a alguns fatores de risco, como por exemplo, a falta de alongamento nos músculos, repetição contínua de um determinado movimento, postura incorreta, estresse e doenças autoimunes. Entre os sintomas da tendinite estão a dor localizada, que pode se espalhar para toda a musculatura lesionada, fadiga, inchaço,…

Cada vez mais as famílias deixam as produções convencionais de alimentos para produzir alimentos orgânicos

Cada vez mais os consumidores estão exigindo alimentos sadios e os hortigranjeiros orgânicos são sadios. A agroecologia é uma ciência que ensina técnicos e agricultores a produzirem sem o uso de agrotóxicos. Em Liberato Salzano, no Norte gaúcho, a produção agroecológica de hortaliças está crescendo, para o bem-estar de agricultores e consumidores. A família Frighetto é um exemplo de que muitas famílias estão fazendo transição da produção do tabaco para outras atividades. A diversificação de atividades é uma saída que muitas famílias têm encontrado para garantir renda mensal e qualidade de vida nas pequenas propriedades. “Nós chegamos a plantar 90 mil pés de fumo. Em 2016 nós tivemos em torno de 50 mil pés de fumo plantados e a nossa intenção é diminuir cada vez mais para plantar mais hortaliças. Também temos laranjas de várias variedades. Nós vamos começar a produzir em grande escala e a intenção é cuidar da…

Os Bitcoins estão cada vez mais sendo utilizados no Brasil

O Bitcoin tem ganhado popularidade aqui no Brasil. Entre agosto e setembro, 10 mil Bitcoins foram negociados no Brasil. É um número que representa muito, pois, em relação ao Real, representa 9 milhões. O Bitcoin é uma moeda universal criada em 2009. A partir de uma conta eletrônica, o usuário transferi dinheiro de sua conta bancária regular para a compra de bitcoins. Ele pode escolher entre comprar uma moeda tradicional ou um equivalente em bitcoins. Quando a transação acontece em bitcoins, cliente e vendedor são debitados e creditados em dinheiro real. A vantagem é que é mais barato e rápido do que usar o cartão de crédito ou um site de pagamento eletrônico. Operadas por servidores conhecidos como varejistas de Bitcoins, as transações levam cerca de 10 minutos para serem aprovadas. Os operadores usam um hardware para detectar a origem de cada Bitcoin antes de validar o pagamento. Como retorno…

Felipe Montoro Jens informa sobre o papel das PPPs na melhoria da infraestrutura

Nas últimas décadas, o País desenvolveu-se bastante em termos de investimentos em infraestrutura. Entretanto, apesar desses avanços, o Brasil ainda possui um enorme déficit em infraestrutura, principalmente na “infraestrutura social”, noticia Felipe Montoro Jens. Entre os segmentos econômicos que mais carecem de investimentos estão a educação, saúde, saneamento básico e mobilidade urbana. Para resolver esse déficit, é preciso investir uma grande quantidade de recursos financeiros, que não estão disponíveis atualmente para o País. Uma alternativa viável para superar tal restrição financeira são as Parcerias Público-Privadas (PPPs), que desde o ano de 2004, por meio da Lei 11.079/04, regulamentaram as parcerias público-privadas para investimentos em serviços e obras públicas. Durante os últimos dez anos, as PPPs contribuíram diretamente para a diminuição do déficit de infraestrutura do Brasil, em particular, nos setores de transporte e saneamento básico, informa Felipe Montoro Jens. Apesar disso, mesmo com o crescimento das PPPs, ainda não estão…

O que você precisa saber antes de abrir um negócio

Tornar-se um empresário é um grande passo. Entretanto, alguns cuidados devem ser tomados na hora de investir em seu próprio negócio, para que o seu investimento não seja um completo fracasso. É comum que trabalhadores autônomos ou pessoas que possuam algum empreendimento desejem estabelecer uma atividade que não dependa totalmente delas, seja por conta de colaboradores, seja de forma que o próprio dinheiro trabalhe para gerar mais dinheiro. O quadrante de responsabilidade e ganhos de um empresário, é muito mais interessante do que o do possuidor de um auto emprego, já que neste último caso, o faturamento depende exclusivamente da pessoa que executa a atividade. Se você está pensando em abrir (ou regulamentar) seu próprio negócio e ser um empresário, deve começar pela mudança de sua mentalidade: numa empresa, é importante saber que o dinheiro que entra não é salário do dono e sim que a empresa fatura e paga…

Dono da rede China in Box já foi lavador de pratos

Durante uma viagem aos Estados Unidos, Robinson Shiba não podia imaginar que um assalto mudaria a sua vida – e para melhor Aos 20 anos, Robinson Shiba foi aos Estados Unidos estudar inglês por dois meses com o dinheiro que o pai havia juntado. Entretanto, o jovem estudante de odontologia sofreu assalto e isso poderia desanimar qualquer um. Menos ele. Orgulhoso, não pediu ajuda ao pai nem ao consulado. Em vez disso, arrumou alguns trabalhos como lavador de pratos e entregador e, assim, pôde conhecer de perto o serviço de delivery nos Estados Unidos. A partir daí, nasceram duas grandes redes: A China in Box e o Gendai. “Hoje, com a internet, você busca o mercado em que você quer atuar e aparecem redes do mundo inteiro. Robinson Shiba explicou a Exame.com que o início foi muito difícil porque o Brasil estava acostumado com o delivery de pizzas. Era necessário,…

Jornalista da Zero hora – veículo da RBS de Eduardo Sirotsky Melzer – está entre os finalistas do prêmio CJEA

Cadu Caldas, jornalista de Zero Hora (ZH) – pertencente ao Grupo RBS, instituição gaúcha presidida por Eduardo Sirotsky Melzer – é um dos três finalistas brasileiros do Citi Journalistic Excellence Award (CJEA), prêmio criado em 1982 pela Citigroup (EUA), que reconhece talentos do jornalismo em todo o mundo. O jornalista  foi indicado por conta da reportagem “Mais velho e com pouco dinheiro”, que mostra os desafios econômicos sociais gerados pelo rápido envelhecimento da população gaúcha. A reportagem vencedora será conhecida no mês de abril. Foram 108 reportagens inscritas no Brasil este ano. A cargo da comissão julgadora brasileira – formada por jornalistas, professores e diretores de associações – ficou a responsabilidade de indicar os três finalistas. Além de Cadu Caldas, do Grupo RBS de Eduardo Sirotsky Melzer, também conquistaram os jurados brasileiros os repórteres Leo Branco, da revista Exame, e Thomaz Lira, da revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. A escolha da reportagem vencedora será…

De ex-morador de rua a empresário milionário do ramo de sucos

  Enquanto alguns empreendedores nascem em “berço de ouro” e herdam os negócios da família, já outros precisam “ralar” muito para saírem de uma situação difícil e assim tornarem os seus sonhos realidade. No entanto, alguns casos conseguem ainda surpreender tamanha a transformação de vida, como o de Khalil Rafati, um ex-morador de rua norte-americano, e também ex-viciado em heroína, que tornou-se um empresário milionário do ramo de sucos. Uma vida que tinha tudo pra dar errado A vida de Rafati já teve início com uma infância que se pode chamar de difícil, até mesmo problemática, a ponto dele ter deixado a escola sem uma formação digna e assim acabando na criminalidade. Nessa vida torta, chegou a ser preso por vandalismo e também por roubo. Aí então ele cresceu, ficou adulto e mudou-se para a cidade de Los Angeles, motivado por um sonho de tornar-se astro de Hollywood. Isso, obviamente,…

Costureira inova e cria rede de escolas de idiomas que vale R$ 72 milhões

As pessoas, geralmente, tendem a associar o pensamento criativo às oportunidades de terem estudado em grandes universidades ou trabalhado em empresas especialmente inovadoras. Contudo, as pequenas experiências podem oferecer contribuições muito importantes em aprendizados que ficam por toda a vida. E para Leiza Olievira esta é uma verdade incontestável. A experiência de, aos 15 anos, costurar e vender calcinhas às colegas de escola, foi fundamental para que Leiza desenvolvesse as habilidades para gerenciar seu próprio negócio. O resultado disto? A fundação da escola de inglês Minds Idiomas, que passou a ser uma rede de franquias valendo cerca de R$ 72 milhões. Empreendedora Mirim Leiza começou a empreender ao aprender com a mãe as técnicas de bordado e costura. Ao perceber a possibilidade de fazer uma pequena renda com estas atividades, a empreendedora mirim passou a ter seu próprio negócio, onde fazia todo o processo artesanal de corte e costura de…